Português
Ministério da Infraestrutura e PPI discutem portos no GRI
3 MIN READFebruary 26, 2019

A configuração da Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários (SNPTA) – que, desde o início do ano, passou a tratar de toda a cadeia do transporte aquaviário –, a regulamentação do Decreto dos Portos (nº 9.048), a necessidade de melhorias de gestão no setor portuário e os desafios envolvidos no processo de desestatização – que promete avançar no governo Bolsonaro – foram alguns dos principais temas debatidos no primeiro club meeting de 2019 do GRI Club Infra no Brasil.

O encontro, realizado nesta terça-feira, 26 de fevereiro, no São Paulo Corporate Towers, teve como convidados especiais Diogo Piloni, titular da SNPTA, integrada ao Ministério da Infraestrutura, e Marcelo de Barros Cunha, secretário de Coordenação de Transportes do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

Participaram cerca de 50 players atuantes no mercado portuário, tais como Casemiro Tércio, novo presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Ricardo Catran (Ultracargo), Luis Capella (Porto do Açu), Gustavo Maschietto (Carioca Christiani-Nielsen Engenharia), Alberto Zoffmann,(XP Investimentos), Fulvio Carli (Infra Partners), Miguel Noronha (BMPI), Thiago Lima (RB Capital), Silvan Suassuna (Haitong), Danillo Marcondes (GLP Brazil), Mario Bianchini (Queiroz Galvão) e Guilherme Galego (Banco Santander).

Alinhamento

O diálogo deixou claro um alinhamento entre o Ministério de Infraestrutura e o PPI, e a disposição do poder público para lidar com certos temas polêmicos, como a bandeira de retomada da autonomia local das autoridades portuárias.

Cunha, recém-chegado ao PPI, destacou que o programa, criado na gestão Temer, mantém seu posicionamento estratégico e sua função, mas teve suas atribuições ampliadas, com a criação de duas secretarias adicionais: uma voltada a licenciamento ambiental e outra, a obras estratégicas e fomento. Ele também lembrou que cabe ao PPI repensar as prioridades de sua carteira, com foco em planejamento de longo prazo, agora que sua continuidade está definida no novo governo federal.

Tércio, por sua vez, falou em primeira mão aos participantes do club meeting sobre seus planos e desafios à frente da Codesp.


Agenda estendida

O GRI Club Infra tem uma intensa programação planejada para todo o ano de 2019, abrangendo o setor portuário e diversos outros segmentos de infraestrutura. O mote é sempre debater desafios e soluções aos gargalos nacionais. Confira a agenda.

Related News
←  SHARE
Infrastructure
GRI
X
Privacy policy and how we use cookies
We use cookies to give you the best experience on our website.
By continuing we'll assume you're on board with our privacy police
Accept and hide this message