GRI Club / Flávio Guarnieri
Português

Economista vê chance de expansão prolongada para o Brasil

3 MIN READMarch 28, 2019

O economista Gesner Oliveira, sócio do escritório GO Associados e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV/SP), ressaltou a importância do capital político do governo Jair Bolsonaro e o panorama positivo, com possibilidades de crescimento e expansão nos próximos, ao abordar a perspectiva político-econômica e os principais desafios da atual administração federal. Ele falou sobre o tema ao abrir o GRI Escritórios Brasil 2019, evento realizado em 14 de março na cidade de São Paulo.

Ao iniciar sua exposição, Oliveira recordou as turbulências decorrentes da recessão brasileira e o fraco desempenho econômico dos últimos anos. "Todos vivemos e fomos diretamente atingidos pela maior recessão da história, em 2015-2016. Desde 2017, a economia está em recuperação, porém, muito modesta. Se compararmos historicamente, tivemos a maior recessão da história e também uma das recuperações mais modestas", retomou o especialista.

"Hoje, estamos em um momento em que as pessoas se questionam se a economia vai decolar, se teremos um voo de galinha ou uma retomada da economia", continuou.

Ele ainda analisou os períodos presidenciais desde 1995, de Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer, a volatilidade econômica e a desaceleração do PIB. Outro ponto ressaltado por Gesner Oliveira foi o incremento da ociosidade na história recente. "Se analisarmos o desemprego, as taxas estão muito elevadas, próximas a 12% [o equivalente a cerca de 12,7 milhões de brasileiros]. Por outro lado, se consideramos também os subocupados e os desalentados, chegamos a 27 milhões de pessoas. Na indústria, a capacidade ociosa chega a 25%; em alguns segmentos, a até 50%."

Perspectiva econômica

Nesse cenário, o economista trouxe a perspectiva otimista frente ao novo governo e o potencial brasileiro para os próximos anos. "Uma boa notícia é que vivenciamos algo relativamente novo, uma inflação baixa e expectativas inflacionárias ancoradas. Projetamos para este ano, 2020 e 2021 taxas consideradas relativamente baixas, consistentes com as metas inflacionárias."

Para Gesner Oliveira, o principal desafio do governo será a implementação de reformas difíceis em um curto período de tempo. A favor da gestão federal está o capital político, decorrente da eleição presidencial. "Porém, isso se evapora. Ou seja, é necessário realizar mudanças complexas rapidamente."

Na visão dele, também é positiva a meta de Bolsonaro em direção à melhoria da classificação do Brasil no ranking Ease of Doing Business, elaborado pelo Banco Mundial. Em janeiro, ao participar de seu primeiro compromisso externo, o presidente anunciou, em Davos, onde participou do Fórum Econômico Mundial, o objetivo de estar entre os 50 países mais bem colocados nessa lista. Atualmente, o Brasil está na 109ª colocação.

"Há uma janela de oportunidades para uma expansão mais prolongada e que deve ser aproveitada", disse, ao pontuar que, embora tal pronunciamento tenha passado despercebido, traz novas possibilidades de crescimento.

Aos participantes da 5ª edição do GRI Escritórios Brasil, Oliveira também contribuiu com sua análise de um ambiente positivo aos negócios, marcado por forte otimismo. Em uma projeção mais otimista do que a maioria dos analistas do mercado financeiro, a GO Associados acredita que a Selic (taxa básica de juros) deve chegar a 6% ainda em 2019, podendo atingir 5% em 2022. Também prevê que o PIB atinja 2,85% neste ano e 3,91% na etapa final da administração Bolsonaro.

Na última quarta-feira (20 de março), o Banco Central manteve a taxa básica de juros em seu mínimo histórico de 6,5%.

De acordo com o indicador Termômetro do GRI Real Estate, também divulgado no último dia 20, o Brasil é hoje um dos países latino-americanos que despertam mais otimismo entre empresários, executivos e investidores imobiliários na América Latina. Para mais de 90% dos players ouvidos pelo GRI com atuação no País, o PIB nacional progredirá nos próximos 12 meses.

Sobre o GRI Escritórios Brasil

Além de Gesner Oliveira, neste ano, o painel de abertura do GRI Escritórios Brasil contou com a participação de Fábio Tadeu Araújo, sócio da Brain Inteligência Corporativa, e Tiago Alves, COO da Regus para América Latina e CEO no Brasil.

Realizado no Centro de Convenções do São Paulo Corporate Towers, o evento trouxe debates fundamentais ao desenvolvimento do segmento de escritórios, com a presença de reconhecidos líderes do segmento de imóveis corporativos, como Gustavo Pellicciari (CCDI), Roberto Perroni (Brookfield Property Group Brazil), Rafael Birmann (Birmann S/A), Daniel Cherman (Tishman Speyer), Thiago Costa (HSI - Hemisfério Sul Investimentos), Rodrigo Borelli (BR Properties) e Francisco Lopes (Participações Morro Vermelho).


Agenda do GRI Club Real Estate

Ao longo de todo o ano, os principais players do setor imobiliário participaram de club meetings e conferências do GRI Club Real Estate no Brasil. No mês de maio, acontecem o GRI Hotéis Brasil 2019 e o GRI Industrial & Logística Brasil 2019. Saiba todos os detalhes e a programação completa no site do clube.

Related News
←  SHARE
Real Estate
GRI
X
Privacy policy and how we use cookies
We use cookies to give you the best experience on our website.
By continuing we'll assume you're on board with our privacy police
Accept and hide this message