Your application for a Courtesy Membership is under review

We have just received your information and we will get back to you shortly. Check out the steps below:

Information sent


2

Application in analysis


3

Feedback email


4

Complimentary access activated

* Required fields
I confirm that I have read and agree to the Terms and Conditions of GRI Club
Credit: 2Barcos Filmes
Real Estate

Hotel Everest, em Ipanema, dará lugar a residencial icônico

Apartamentos serão entregues até junho de 2025

5 MIN READ May 20, 2022

Desativado desde 2019, o Hotel Everest - inaugurado em 1975 - será convertido em um prédio residencial com 190 apartamentos, em um VGV de R$ 500 milhões. O ativo foi comprado pela gestora Prisma Capital, que terá como sócia no negócio a SIG Engenharia, responsável por realizar o retrofit. A previsão é que o IPA 360º seja entregue no primeiro semestre de 2025. 

As unidades - que variam de 40 a 85 metros quadrados, além de gardens de 50 a 110 metros quadrados - têm como público-alvo investidores imobiliários. A operação dos ativos será realizada pela Casai, startup mexicana que tem boa presença no Brasil, em cidades como São Paulo, Florianópolis e na própria capital fluminense. 

“O Rio de Janeiro tem grande vocação turística, mas devido a restrições legislativas, não se pode construir apartamentos com menos de 60 metros quadrados na zona sul. Como essa demanda existe, decidimos nos concentrar em hotéis que guardam o gabarito antigo, pois a prefeitura permite essa conversão”, afirma o sócio-fundador da SIG, Schalom Grimberg. 

Cadastre-se na newsletter de mercado imobiliário do GRI Club e receba 1x por semana as principais notícias do setor no Brasil


Vista da sala de um dos apartamentos do IPA 360º. Crédito: 2Barcos Filmes

No lado operacional, a Casai facilita a vida do investidor ao realizar todas as etapas do processo, da arquitetura e decoração do apartamento à locação para terceiros. “Nós não apenas eliminamos a dor de cabeça do proprietário, como também reduzimos os custos de obra, já que temos um time próprio”, diz o CGO (chief growth officer) da Casai, Daniel Hermann.

Focada na operação de curto prazo, embora também faça locações mais longas, a startup projeta que a rentabilidade para os investidores seja de 30% a 70% maior na comparação com o aluguel tradicional (de longo prazo). “Em um prédio tão icônico como esse, que vai receber um retrofit tão bacana, imaginamos que o retorno seja de 50% a 70% maior”, avalia o executivo. 

Nos 600 apartamentos em operação no Brasil, a taxa de vacância da Casai está na casa de um dígito, em torno de 7%. Com as 190 unidades do IPA 360º, a empresa chegará a mil unidades sob gestão no país - há outros duzentos apartamentos em obras -, sem contar novas parcerias que devem ser fechadas até a entrega do novo prédio em Ipanema. 

“Temos outras negociações caminhando em Florianópolis, na cidade de São Paulo e, pela primeira vez, no Nordeste, em um projeto bem grande”, diz Hermann. 

Ainda não é membro? Aplique para a membership cortesia e conheça as vantagens de integrar o grupo global mais seleto de executivos do mercado imobiliário

A construção do IPA 360º voltará a dar vida a um edifício histórico da cidade, que assim como tantos outros hotéis cariocas, tornou-se financeiramente inviável. “O Rio sofreu uma série de contingências que levaram ao cenário atual. Com a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos, a capacidade hoteleira quase dobrou de tamanho, mas essa rede foi super dimensionada”, avalia Grimberg.

“Ao invés de ganhar, a cidade viu um sem número de hotéis completamente abandonados, que viraram escombros. Também há um papel importante dos aplicativos de locação, que hoje em dia é algo comum”, completa o executivo. 


Áreas comuns também têm vista privilegiada. Crédito: 2Barcos Filmes

Um dos destaques do novo empreendimento é a vista proporcionada aos moradores: Lagoa Rodrigo de Freitas, Pedra do Arpoador, Pão de Açúcar, Cristo Redentor, Pedra da Gávea e Morro Dois Irmãos estão entre os “alvos” - por isso o nome 360º. 

Nos 1.500 metros quadrados onde eram os centros de convenções do Hotel Everest, a SIG Engenharia vai construir uma série de amenidades, como mini mercado 100% automatizado, lavanderia, salas de trabalho e cabines individuais, lounge para recepção de visitantes, salão de jogos, bar e área gourmet. Haverá, ainda, uma academia no 24º (e último) andar. 

Conheça mais sobre o GRI Club!
 


 
Por Henrique Cisman
Related News