Your application for a Courtesy Membership is under review

We have just received your information and we will get back to you shortly. Check out the steps below:

Information sent


2

Application in analysis


3

Feedback email


4

Complimentary access activated

* Required fields
I confirm that I have read and agree to the Terms and Conditions of GRI Club
Credit: formatoriginal/ Envato
09 de fevereiro
Onze22
REAL ESTATE
REAL ESTATE
Quarta-feira 08 de Março, 2023
Recife, Pernambuco
REAL ESTATE
Real Estate

Termômetro GRI: Investimento cai, mas expectativas para o mercado melhoram

Mais de 160 executivos do setor foram ouvidos ao final do terceiro trimestre

3 MIN READ November 29, 2022

Realizado em parceria com a Brain Inteligência Estratégica, o Termômetro GRI referente ao terceiro trimestre de 2022 mostra uma queda no nível de investimento das companhias no período: dentre os 166 executivos respondentes, 55% afirmam estar expandindo ou investindo em novos projetos, um recuo de 6 pontos percentuais frente ao segundo trimestre. 

Por outro lado, também há menos empresas desinvestindo - 5%, frente a 7% no trimestre anterior -, enquanto o grupo daquelas que estão apenas observando o mercado em busca de oportunidades cresceu de 32% para 40% de julho a setembro. 

Já a expectativa para o desempenho nos próximos 12 meses voltou a subir após quatro trimestres de queda. Em junho de 2021, 79% acreditavam em resultados bons ou excelentes; já em junho de 2022, esse percentual caiu para 62%, e agora cresceu para 66%, de acordo com o Termômetro GRI. 

Em relação à economia nacional, não há consenso entre os players do setor: 32% acreditam que haverá melhoria, enquanto 29% enxergam que ela vai piorar; outros 39% acreditam que o desempenho nos próximos 12 meses será semelhante. Vale destacar que em relação ao segundo trimestre, os indicadores estão mais positivos. 

Cadastre-se na newsletter de mercado imobiliário do GRI Club e receba 1x por semana as principais notícias do setor no Brasil

No grupo dos principais desafios para o desenvolvimento imobiliário, aparecem no topo as incertezas políticas, a subida dos juros - que pode continuar ocorrendo nos próximos meses - e a inflação setorial, embora com menos força do que nos últimos levantamentos. 

A inadimplência está acima da média histórica para 30% das empresas, e ainda que seja um patamar elevado, a boa notícia é que houve retração do indicador frente ao segundo trimestre, quando estava em 39%. 

CONFIRA A APRESENTAÇÃO COMPLETA DO TERMÔMETRO GRI

Conheça mais sobre o GRI Club


Por Henrique Cisman
Related News