Your application for a Courtesy Membership is under review

We have just received your information and we will get back to you shortly. Check out the steps below:

Information sent


2

Application in analysis


3

Feedback email


4

Complimentary access activated

* Required fields
I confirm that I have read and agree to the Terms and Conditions of GRI Club
Crédito: Regus
Português

IWG cresce em meio a recuo da WeWork

November 10, 2020

Prédio onde está localizado o Spaces Ipanema foi devolvido pela WeWork em junho; área tem capacidade para receber mil pessoas simultaneamente

O International Workplace Group (IWG) anunciou nesta segunda-feira (9) a inauguração de mais um coworking da rede no Brasil, desta vez no bairro de Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro. O prédio de dez andares e 3,5 mil metros quadrados vai levar o nome da marca Spaces, a quinta unidade no país - são três em São Paulo e duas no Rio de Janeiro com esta inauguração.

O CEO Brasil da IWG, Tiago Alves, assinou na última sexta-feira (6) o contrato de locação do edifício, desocupado pela concorrente WeWork em junho. O executivo afirmou que o local vai receber melhorias nas instalações, mas deve começar a funcionar já em novembro. O coworking Spaces Ipanema tem capacidade para acolher 400 empresas ou mil pessoas simultaneamente, segundo a IWG.

“A expectativa é de que muitos dos clientes do Spaces Ipanema sejam empresas que tiveram que deixar o espaço após a WeWork decretar o fim das operações no local”, afirma Alves. Esta é a segunda vez que o IWG expande seu alcance ao se instalar em uma unidade que pertencia à concorrente. No meio do ano, o grupo inaugurou um coworking na região metropolitana de Hong Kong, cujo espaço também fora desocupado pela rival. 

O IWG também possui as marcas HQ e Regus, esta última com mais de 70 unidades espalhadas pelo país. O movimento de expansão com o Spaces Ipanema consolida a liderança do grupo no mercado brasileiro de coworkings. “Em uma crise sem precedentes como a causada pela Covid-19, o que vai garantir a sobrevivência das empresas é a capacidade de gestão, além da marca forte e estabelecida, atributos que certamente são inerentes à nossa companhia”, assinala Alves.

No período de pandemia, a IWG realizou um movimento estratégico para atender uma nova necessidade do mundo corporativo: devolveu quatro unidades nos bairros Itaim e Cidade Jardim, em São Paulo, e inaugurou duas unidades em Santo Amaro e na Lapa, também na capital paulista, para descentralizar os coworkings, deslocando-se a novos eixos nos quais houve aumento de demanda.

Segundo Tiago Alves, a procura por espaços flexíveis de trabalho aumentou 30% nos últimos seis meses, com destaque para unidades próximas às moradias dos trabalhadores. “No cenário atual, em que muitas empresas precisam retornar ao trabalho presencial e ao mesmo tempo diminuir custos, os coworkings se destacam como uma das opções mais adequadas e convenientes para as companhias”, diz.

A alta na demanda também pode ser explicada pelas dificuldades encontradas por muitos colaboradores ao trabalhar em casa: “O home office se mostrou insustentável para muitos profissionais, seja por aspectos de produtividade, falta de estrutura, conexão e segurança apropriadas ou até por questões psicológicas e comportamentais”, resume o CEO Brasil da IWG.

A gigante mundial de coworkings ainda planeja inaugurar mais uma unidade Spaces no país em 2020, a quarta em São Paulo, em um prédio que já pertence ao grupo, localizado na Alameda Santos, 200, próximo à Avenida Paulista. 

O Spaces Ipanema está localizado na Avenida Visconde de Pirajá, 495, a pouco mais de 500 metros da praia, um dos cartões postais da cidade, e pode ser acessado facilmente via transporte público.

GRI Escritórios Brasil 2021
Related News
←  SHARE
Real Estate