Português
Fusões e aquisições movimentam setor hoteleiro
3 MIN READFebruary 01, 2019
A compra da rede Belmond pelo grupo francês Louis Vuitton movimentou recentemente o mercado hoteleiro global – e também o da América Latina, onde fica um de seus empreendimentos mais emblemáticos, o Copacabana Palace. Com a operação, a grife passará a deter os 26 hotéis de luxo da Belmond. A transação, de US$ 3,2 bilhões, deve ser concluída agora no primeiro semestre de 2019. 

A aquisição dos empreendimentos hoteleiros por parte da empresas de outros segmentos, particularmente de moda, não é de todo nova, e tem se configurado como tendência. Bvlgari e Armani também já estão presentes nesse mercado, demonstrando forte interesse pelo ramo das experiências.

Outras fusões e compras de relevo têm sido observadas no cenário da hotelaria mundial nos últimos anos e meses. "Adquirimos o grupo [chileno] Atton, que opera em Chile, Colômbia, Peru e Estados Unidos [Miami] e vamos transformá-los em hotéis Pullman, Novotel e MGallery. Isso tem um impacto enorme", afirma Patrick Mendes, CEO da AccorHotels na América do Sul. 

Considerada uma das principais redes em todo o mundo, a Accor tem se mobilizado para acelerar sua expansão na América Latina. "Acreditamos que as aquisições que fizemos nos últimos cinco anos – incluindo o Grupo Posadas, os contratos da BHG, as negociações que temos agora com o grupo HI Cia e a Atton – ajudam a dar uma visibilidade muito grande para a Accor na América do Sul", completa o executivo, que falou com a equipe do GRI Hub durante o Brazil GRI 2018

Marriott, Wyndham Worldwide e Choice são outras gigantes do mundo hoteleiro a ampliar sua presença globalmente, com foco expressivo em países latino-americanos. Com a aquisição da Starwood Hotels & Resorts, o Marriott International, por exemplo, tornou-se a maior cadeia do segmento. 

Entre os planos da Marriott em solo latino-americano, revelados na série 'Setor imobiliário em 2019' do GRI Hub, está a previsão da chegada da marca Moxy Hotels – lançada no último ano em Medellín, Colômbia – a outras localidades da região, caso do Brasil. 

Chegada de players asiáticos 

Outros movimento observado com atenção pelo mercado hoteleiro nos últimos tempos foi o desembarque de players asiáticos em várias localidades. Eles vêm adquirindo cadeias ao redor do mundo. Por exemplo, em agosto de 2018, a companhia controlada pelo governo chinês Jin Jang anunciou a compra de 51% da Radisson Hospitality, rede que no mesmo período expandiu seu time de Desenvolvimento Regional.

"Os novos membros da equipe terão um papel vital na condução bem-sucedida dos esforços de desenvolvimento em toda a América Latina, o que é fundamental para a estratégia de crescimento da empresa nas Américas", disse a Radisson em nota divulgada à imprensa em julho passado. 

Ainda na nota, Terry Sanders, diretor de Desenvolvimento para as Américas do Radisson Hotel Group, ressaltou que a as novas lideranças contratadas ajudariam "não apenas a  executar, mas também acelerar a estratégia de crescimento na América Latina, conforme delineado em plano estratégico de cinco anos”.

O grupo tailandês Minor, por sua vez, passou a deter 94% da espanhola NH Hoteles, que atua há mais de 20 anos na América Latina, com mais de 60 hotéis. Na mesma época, a companhia anunciou reestruturação na região, com o objetivo de consolidar sua estratégia de negócios no Mercosul – Brasil, Argentina, Uruguai e Chile, este último membro-associado do bloco regional. 


GRI Hospitality Latin America 2019

A América Latina aparece entre os focos dos principais grupos hoteleiros mundiais. Novas oportunidades de negócios, contato com investidores e análise de potenciais aquisições e fusões na região devem ser abordados pelos players dessa indústria durante o GRI Hospitality Latin America 2019, evento promovido pelo GRI Club Real Estate nos dias 27 e 28 de março em Nova York, integrado ao Latin America GRI 2019.

O GRI Hospitality Latin America GRI 2019 se debruçará sobre os desafios do mercado em países como Brasil, México, Colômbia, Chile, Argentina e Peru. Saiba mais.

Veja também detalhes do Latin America GRI 2019.
 
Related News
←  SHARE
Real Estate
GRI
X
Privacy policy and how we use cookies
We use cookies to give you the best experience on our website.
By continuing we'll assume you're on board with our privacy police
Accept and hide this message