Your application for a Courtesy Membership is under review

We have just received your information and we will get back to you shortly. Check out the steps below:

Information sent


2

Application in analysis


3

Feedback email


4

Complimentary access activated

* Required fields
I confirm that I have read and agree to the Terms and Conditions of GRI Club
Credit: twenty 20 photos/Envato
Real Estate

Dados são protagonistas nas transações de ativos comerciais

Tecnologias auxiliam na tomada de decisões e aumentam assertividade dos projetos

6 MIN READ July 14, 2022

Há alguns anos, a frase data is the new oil vem sendo utilizada para enaltecer a importância dos dados no dia a dia das corporações. Gradativamente, o ditado - que nem é tão popular assim, exceto nas grandes companhias - se mostra correto, alçando as empresas e os negócios ancorados em tecnologia a patamares inimagináveis algumas décadas atrás. 

Apesar de tradicional, o mercado imobiliário vem se abrindo a inovações - na maioria das vezes, por necessidade, é bem verdade -, e hoje soluções tecnológicas já são comuns no setor. Dentre elas, destaque para alternativas de construção, sistemas de gerenciamento de obras e ferramentas de comparação de dados, como localização, vacância, preço etc. 

Segundo Giancarlo Nicastro, CEO da SiiLA, a startup nasceu (ainda em 2015, quando real estate e tech não eram palavras tão próximas) com a proposta de trazer mais informações para as empresas do setor usando a tecnologia como aliada para transformar dados em análises inteligentes. 

Cadastre-se na newsletter de mercado imobiliário do GRI Club e receba 1x por semana as principais notícias do setor no Brasil

“A transformação digital mudou radicalmente a forma de divulgar um espaço comercial para venda ou locação. Temos visto cada vez mais proprietários de escritórios, shoppings e condomínios logísticos aproveitando-se das novas tecnologias para chegar ao potencial cliente”, afirma o executivo. 

“Dados são essenciais para tomar uma decisão de investimento”, corrobora Caio Castro, sócio da RBR Asset Management. “Saber qual a vacância em determinada região da cidade, qual o valor do aluguel cobrado no prédio concorrente, o custo de condomínio e IPTU desses ativos… sem esses dados para analisar, seria como fazer um voo sem instrumentos”, compara o executivo.

O especialista Gustavo Zanotto entende que os donos de escritórios e ativos industriais e do varejo podem se beneficiar ao usar corretamente big data e inteligência artificial na compra de terrenos e construção dos empreendimentos, otimizando o uso dos espaços, por um lado, e reduzindo custos de obra e operação, por outro. 

Membership PT

“Já sabemos que as estratégias utilizadas anteriormente não são mais suficientes para conquistar a atenção e encantar os futuros compradores ou inquilinos”, acrescenta Nicastro. “Quem atua neste ramo precisa estar presente na jornada do cliente para impactá-lo e conseguir gerar valor”, arremata o executivo.

No Club Meeting realizado nesta quinta-feira (14), a SiiLA apresentou aos participantes uma nova ferramenta para auxiliar nas transações de ativos comerciais, o SiiLA SPOT. 

Conheça mais sobre o GRI Club


Por Henrique Cisman
Related News