Your application for a Courtesy Membership is under review

We have just received your information and we will get back to you shortly. Check out the steps below:

Information sent


2

Application in analysis


3

Feedback email


4

Complimentary access activated

* Required fields
I confirm that I have read and agree to the Terms and Conditions of GRI Club
Renan Araujo - Unsplash
Real Estate

As principais preocupações para o mercado imobiliário no cenário atual

2 MIN READ April 08, 2020

As principais preocupações para o mercado imobiliário no cenário atual

Em mais um GRI Talks, catch up semanal promovido pelo GRI Club, os principais executivos do mercado imobiliário brasileiro se reuniram para traçar estratégias e encontrar oportunidades neste momento desafiador.

Nesta terça-feira (07), tivemos um diálogo importante com mais de 100 executivos presentes, numa semana marcada pelo vencimento de muitos contratos de aluguéis, um bom termômetro para medir os reais impactos no mercado até a presente data. 

Começamos o debate de forma diferente, sem nosso tradicional termômetro. Dessa vez, a pergunta inicial foi em relação à principal preocupação dos mercado imobiliário neste momento. Veja como foi a pesquisa:
 

Pergunta:
Qual a maior preocupação do mercado imobiliário neste momento? 

Respostas:





*Pesquisa realizada com 63 executivos sênior do mercado imobiliário no dia 07/04/2020.


Nota-se que a maioria está preocupada em relação ao fluxo de caixa das empresas, em um momento marcado pela queda generalizada ou ausência de receita e custos altos de manutenção do negócio. Tal cenário pode piorar à medida que a quarentena se estenda por mais meses.

A segunda maior preocupação de destaque foi em relação ao ponto de inflexão, já que num cenário de incerteza não se tem claro quando uma mudança significativa ocorrerá em direção a perspectivas mais positivas ou até onde caminharemos com dificuldade nos próximos meses. 

Por fim, os contratos de locação parecem ser afetados neste momento e há uma preocupação frente às renegociações e/ou inadimplência por parte dos inquilinos, principalmente para o setor mais afetado como o de shopping. Para este setor, nota-se uma preocupação maior em relação à retomada de pagamentos, marcada pelo fechamento temporário das lojas e fluxo de caixa dos lojistas, que pode se estender até o dia das mães, considerado a segunda data mais importante para as vendas do setor. Espera-se que esse cenário seja diferente até o final do mês, com a reabertura gradual de alguns empreendimentos em alguns estados e cidades menos afetadas, com controle do fluxo de pessoas num primeiro momento. Beneficiam-se aqueles que tem um portfólio diversificado, ou estão bem capitalizados, possibilitando ainda algumas oportunidades de fusões e aquisições neste cenário.

Logo na sequência, tivemos a participação de diferentes executivos representando as principais classes de ativos no mercado imobiliário. A visão compartilhada por muitos deles foi bem ampla, com todos os setores em perspectiva, já que acabam fazendo a gestão de um portfólio diversificado. Em geral, a percepção do grupo é que os setores de escritórios e logística devem ser mais resilientes durante esta pandemia. Expectativa melhor para o setor logístico que vem sendo impactado positivamente pelo crescimento do e-commerce. 

Para os setores de hotéis e varejo, temos um consenso que a situação é mais complicada, já que os empreendimentos estão parcialmente fechados. 

Por fim, o setor residencial vem sendo impactado negativamente já que muitos projetos que estavam prontos não estão sendo vendidos, parados em estoque. O setor também está preocupado com distratos nas faixas mais baixas de renda (residencial econômico e Minha Casa, Minha Vida), mas os executivos acreditam que, com uma demanda reprimida, os próximos meses serão diferentes com as vendas retomando à normalidade. Algumas obras fora da cidade de São Paulo continuam em andamento parcial, com ritmo mais lento.

Ao final do debate, realizamos nossa tradicional pesquisa de termômetro semanal, com a perspectiva dos principais executivos do setor para os próximos meses. Acompanhe o resultado desta semana:
 
Pergunta:
Na última semana, em pesquisa com os participantes do GRI Club no Brasil, a maior parte dos executivos possuía uma expectativa de retomada do setor imobiliário em até 7 meses. Essa expectativa se mantém?


Respostas:



*Pesquisa realizada com 75 executivos sênior do mercado imobiliário no dia 07/04/2020.


Entre os participantes presentes neste eMeeting estiveram: Daniel Cherman (Tishman Speyer), Gustavo Alvares (Lone Star Funds), Ken Wainer (VBI Real Estate), Leandro Bousquet (Vinci Partners), Marcos Carvalho (Ancar Ivanhoé), Mauro Junqueira (Aliansce Sonae), Max Lima (HSI), Ricardo Madeira (Alianza Investimentos Imobiliários), entre muitos outros.


A agenda do GRI Club Real Estate no Brasil 
A agenda de eMeetings do GRI Club Real Estate no Brasil para 2020 já está disponível. Conheça o que vem pela frente e programe-se.
Related News