Senador Wellington Fagundes
Crédito: José Cruz/Agência Brasil
Português

Para relator, MP 882 é oportunidade a desenvolvimento local

3 MIN READJuly 16, 2019

Relator da Medida Provisória 882/19, o senador Wellington Fagundes (PL-MT) declara que fará o possível para agilizar as discussões em seu processo de tramitação no Congresso Nacional, que corre em regime de urgência desde 17 de junho. O parlamentar defende o uso da MP como oportunidade para um maior estímulo ao desenvolvimento regional do País. 

A MP, entre outros aspectos, altera o funcionamento do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), expande o papel do BNDES no PPI e em desestatizações, e amplia a esfera de responsabilidades do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O texto é tema de audiência pública nesta terça-feira (16 de julho), com a presença de representantes da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

O PPI precisa mirar o "Brasil do interior", diz Fagundes, que também é presidente da Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura (Frenlogi). Para ele, há grande distanciamento entre o programa – assim como o BNDES – e a realidade nacional. Na visão do senador, um projeto de pequeno porte às vezes é de muita importância para determinada área geográfica, o que pode justificar ser abraçado por essas instâncias federais.

Wellington Fagundes advoga ainda que o PPI possa atuar criando mecanismos para atacar o problema das obras inacabadas. 

Instrumento de colação

Quanto ao novo instrumento previsto pela MP ao BNDES, a colação, Wellington Fagundes se mostra crítico em relação a alguns elementos. Ele questiona se a ferramenta beneficiaria apenas grandes empresas e o porquê de restringir-se a esse banco, sem extensão a outros, como Caixa Econômica Federal, o que ampliaria seu alcance no território brasileiro. 

O instrumento de colação visa permitir ao BNDES selecionar projetos que considerem não apenas preço, mas também outras características. O banco poderia contratar estudos de viabilidade a partir de uma lista prévia de consultorias privadas, gozando de maior autonomia para encaminhar esses processos e dando prioridade a companhias mais renomadas.
 

Infra Brazil GRI 2019

Infra Brazil GRI 2019

Os temas mais relevantes ao futuro da infraestrutura nacional seguem na pauta do GRI Club Infra durante todo este semestre, com destaque para o Infra Brazil GRI. O grande evento vai reunir os maiores nomes do setor, representantes das esferas pública e privada, nos dias 31 e 31 de outubro em São Paulo. Saiba os detalhes da programação e como participar.

Related News
←  SHARE
Infrastructure
GRI
X
Privacy policy and how we use cookies
We use cookies to give you the best experience on our website.
By continuing we'll assume you're on board with our privacy police
Accept and hide this message