EnglishPortuguês

GRI Club Infra realiza evento e visitas em Pequim e Xangai

2 MIN READMay 09, 2019


Entre os dias 5 e 9 de agosto, o GRI Club Infra promove a 4° edição do GRI China-Latam Infrastructure Summit & Week em Pequim e Xangai, na China. O evento conecta executivos seniores e autoridades do setor de Infraestrutura atuantes na América Latina e no mercado chinês. O objetivo é fortalecer o relacionamento entre os tomadores de decisão que estão em busca de negócios, parcerias, promoção de projetos e networking de alto nível.  

A edição de 2019 conta com uma grande conferência, o GRI China-Latam Infrastructure Summit, em Pequim, nos dias 5 e 6, e uma agenda de reuniões estratégicas e visitas técnicas (China-Latam Week Experience) em Xangai, entre os dias 7 e 9. Os participantes – públicos e privados – visitarão sedes de gigantes chinesas do setor de Infraestrutura e poderão se reunir com seus dirigentes, apresentando seus projetos e oportunidades de parcerias. Estão previstos, ao longo da semana, também visitas técnicas e jantares de networking. O idioma oficial do evento é o inglês, e haverá tradução simultânea entre inglês e mandarim durante o summit.

Em 2018, o evento congregou 176 participantes, dos quais 100 eram executivos seniores chineses. O summit proporcionou nove salas de discussões estratégicas, e houve ainda quatro dias de visitas técnicas e reuniões.

Agora em 2019, a organização espera a participação de mais de 200 representantes de investidores, operadores e bancos chineses e latino-americanos. Entre lideranças privadas, estão confirmados, por exemplo, Carsten Hasbach (Siemens China), Eduardo Centola (Modal), Marcos Meireles (Rio Energy) e David You (Trina Solar), ao lado das autoridades brasileiras Gustavo Canuto (ministro do Desenvolvimento Regional), João Doria (governador de São Paulo) e Wellington Dias (governador do Piauí).

A intensa presença de representantes públicos brasileiros se justifica. A China é hoje o maior parceiro comercial do Brasil e os laços entre ambos os países, que vêm se fortalecendo, passam, em larga medida, pelo setor de infraestrutura. A nação asiática lidera o ranking de países parceiros do Brasil tanto em importação (US$ 29 milhões, o equivalente a 19,2% das importações brasileiras) quanto em exportação (R$ 64 milhões ou 26,8% do total).

De olho nesse cenário e seu potencial, o governador Doria, por exemplo, anunciou recentemente que abrirá um escritório comercial em território chinês. No âmbito federal, o vice-presidente, Hamilton Mourão, se prepara para uma visita à China nas próximas semanas e, no segundo semestre, será a vez do presidente da República, Jair Bolsonaro.


 

Related News
←  SHARE
Infrastructure
GRI
X
Privacy policy and how we use cookies
We use cookies to give you the best experience on our website.
By continuing we'll assume you're on board with our privacy police
Accept and hide this message