Flávio Guarnieri
Português

Governador relata apetite privado por nova PPP no Piauí

Segundo Wellington Dias, várias empresas têm manifestado interesse por projeto que prevê oito miniusinas fotovoltaicas.
3 MIN READDecember 18, 2018
Recentemente, o governo do Piauí lançou um programa de Parceria Público-Privada (PPP) voltado a implementar, operar e manter oito miniusinas de energia solar fotovoltaica. Conforme o governador do Estado, Wellington Dias, a iniciativa privada tem demonstrado apetite pelo projeto. 

"Várias empresas de diferentes ramos, mas sempre focadas nessa parte de energia solar, manifestam interesse nesse projeto", destacou ele em entrevista ao GRI Hub, ao participar de road show promovido em parceria com o GRI Club Infra em São Paulo em dezembro. Confira:



Por que o governo do Piauí decidiu lançar uma PPP focada em miniusinas fotovoltaicas?
O Estado tem muito sol, é um grande consumidor de energia e aí fizemos um casamento, um casamento com o setor privado. 

Como a PPP vai funcionar?
São oito pequenas usinas que vão gerar, mais ou menos, 80% daquilo que o Estado consome. O Estado garante a compra através de uma modelagem e que tem o investimento do setor privado.

Como foi a experiência de fazer um roadshow junto com o GRI Club Infra para apresentar o projeto ao setor privado?
É um prazer estar aqui no GRI Club e participar desse momento, pela capacidade de articulação. Já estivemos em outros eventos e fiquei feliz com esse interesse [da iniciativa privada]. Várias empresas de diferentes ramos, mas sempre focadas nessa parte de energia solar, manifestam interesse nesse projeto.

Quais os próximos passos da PPP?
Agora no mês de janeiro, já deveremos ter a aprovação do edital com as sugestões que estamos colhendo das audiências de preparação, tanto em Teresina como aqui no GRI Club em São Paulo. O objetivo agora é finalizar em fevereiro para em março lançar o edital de PPP para essas oito miniusinas no Piauí. 

Como foram estruturadas as garantias?
O Estado tem o fundo garantidor, o correspondente a 8% do nosso fundo de participações. Neste caso, estamos falando de uma despesa que o Estado já tem com o consumo de energia, e agora direciona 80% para consumir energia renovável, energia solar –  ou seja, estamos comprando, com uma despesa que já temos, energia desses investimentos.



GRI PPPs e Concessões Brasil 2019PPPs & Concessões 2019

Os desafios do setor de infraestrutura e principais temas relacionados a parcerias público-privadas são tema do próximo grande evento do GRI Club Infra. A 3ª edição do GRI PPPs e Concessões abre o calendário de encontros abertos do clube em 2019.

Realizado em parceria com o Banco Mundial e a Frente Nacional de Prefeitos, o encontro traz discussões aprofundadas com autoridades públicas, investidores, concessionários e especialistas sobre os principais temas no âmbito municipal e estadual. Saiba mais.
 
Related News
←  SHARE
Infrastructure
GRI
X
Privacy policy and how we use cookies
We use cookies to give you the best experience on our website.
By continuing we'll assume you're on board with our privacy police
Accept and hide this message